Embral Leilões
Instagram
Twitter
Youtube
Facebook
Linkedin

Baixe nosso app

Google Play
App Store

Nitrogênio Ureico do Leite (NUL): Como essa ferramenta pode melhorar a eficiência das vacas leiteiras

Home > Notícias > Nitrogênio Ureico do Leite (NUL): Como essa ferramenta pode melhorar a eficiência das vacas leiteiras

 

É evidente que uma alimentação correta e balanceada, além de um manejo bem feito, é a base para manter os animais mais produtivos e saudáveis. Sendo assim, a estratégia nutricional adotada pelo nutricionista deverá fornecer os nutrientes em quantidade e qualidade que os animais precisam, evitando deficiência ou desperdícios.

O aumento do fornecimento de proteína na dieta aumenta a produção, por fornecer maior aporte de aminoácidos a glândula mamária. No entanto, se fornecermos níveis elevados de proteína na dieta, sem um correto balanceamento com outros nutrientes, possivelmente haverá uma maior liberação de amônia no rúmen, aumentando as concentrações de nitrogênio ureico no leite (NUL), e comprometendo receita menos o custo alimentar (RMCA) da fazenda. Em outras palavras, teremos uma redução na eficiência produtiva e reprodutiva em alguns casos. Portanto, o monitoramento do NUL é uma forma de avaliarmos como está o balanceamento e o aproveitamento da dieta pelas vacas leiteiras. 

O valor de NUL é obtido por meio da coleta de uma amostra de leite e envio para análise em laboratórios especializados. A análise de NUL pode ser feita através da mesma amostra encaminhada ao laboratório para determinação de gordura, proteína e CCS do leite. Pode ser realizada tanto através da amostragem de leite no tanque de expansão, como por meio da amostra individual dos animais.

A literatura indica que os valores de NUL devem estar entre 10 e 14 mg/dL de leite. Vale lembrar que a análise de ureia do leite é uma ferramenta adicional E NÃO ÚNICA para avaliarmos como está o status nutricional dos animais.

Mas como a ureia vai parar no leite? A ureia é um composto que naturalmente está presente no leite de vacas. O que acontece é: durante a degradação ruminal da proteína ocorre a produção de amônia, que é o composto utilizada como combustível para a síntese de proteína microbiana (PMic) pelas bactérias presentes dentro do rúmen. Acontece que, para que esse processo ocorra de maneira eficiente, a disponibilidade de carboidrato (energia) é necessária. Caso contrário, a síntese de proteína microbiana fica comprometida. A proteína microbiana, por sua vez, é uma proteína de excelente qualidade e é utilizada nos processos metabólicos das vacas, como por exemplo mantença e para produção de leite. 

Esses valores de 10 a 14 mg/dL de leite descritos anteriormente como valores padrão ocorrem porque parte dessa amônia produzida no rumem pela degradação da proteína da dieta não é aproveitada para síntese de PMic. A fração não aproveitada acaba caindo na corrente sanguínea e transportada até o fígado do animal, onde será metabolizada pelo ciclo da ureia, que nada mais é que uma sequência de reações bioquímicas, que tem por objetivo transformar essa amônia em ureia. A ureia sintetizada no fígado irá para corrente sanguínea e será excretada pelos rins através da urina e pela glândula mamária. 

Podemos dizer, portanto, que a quantidade de ureia no leite se deve a quantidade de ureia presente no sangue que por sua vez é reflexo de como a proteína da dieta está sendo aproveitada. 

A partir desse raciocínio, podemos ter duas situações: 1) Se fornecermos uma dieta com alta concentração de proteína bruta e proteína degradada no rúmen (PDR), combinada com um desequilíbrio ou deficiência na relação energia: proteína, teremos um aumento na concentração de amônia chegando até o fígado e sendo convertida em ureia. Nessa situação, os valores de NUL estarão acima dos 14 mg/dL de leite. 2) Se fornecermos uma dieta com baixa concentração de proteína, ou rica em carboidratos rapidamente fermentáveis (energia), haverá uma menor liberação de amônia no rúmen, consequentemente menor taxa de síntese de PMic e menos ureia sendo produzida pelo fígado. Nesse caso teremos valores menores que 10 mg/dL de leite.

A literatura tem indicado que valores abaixo de 6 mg/dL de leite são considerados extremamente baixos e comprometem significativamente a produção de leite. Já valores acima de 16 mg/dL indicam um excesso de proteína na dieta e pode estar associados a redução na taxa de fertilidade de vacas leiteiras, combinado a um maior gasto energético para a excreção da ureia do organismo, energia essa que poderia ser utilizada para produção de leite.

Vale lembrar que mais do que fornecer ingredientes na alimentação animal, devemos fornecer os nutrientes de maneira correta. Vacas se alimentam de nutrientes e não de ingredientes. Nesse sentido, a formulação de dietas com base nas exigências em aminoácidos e não somente em proteína bruta tem se mostrados mais eficientes, melhorando os índices produtivos e reprodutivos dos rebanhos leiteiros.

 

Fonte: Portal do Agronegócio - Cargill

CompartilharCompartilhar

Mais Notícias

Método que auxilia o produtor a monitorar e aument...

Método que auxilia o produtor a monitorar e aument...

Você conhece, as doenças mais comuns na pecuária l...

Métodos de manejo de carrapato bovino

Carrapato bovino

Boa estruturação do rebanho é fundamental para o s...

Entre as riquezas que vêm do agronegócio, o leite ...

Você sabia que alguns fatores do manejo, podem int...

Saiba como identificar, tratar e prevenir a cetose...

Como manter alta produção leiteira no inverno.

Sorgo vira alternativa para alimentar gado leiteir...

Como evitar prejuízos durante secagem do leite em ...

Entenda como a cabotagem pode reduzir custos dos f...

Projeto de lei cria um indicador para medir variaç...

Programa ajuda economizar água na produção leiteir...

Qual o impacto da Guerra no Agronegócio?

Alerta!!! Alteração no calendário de vacinação do...

Como baratear a alimentação do Gado Leiteiro

Gir Leiteiro e sua história no País.

O Manejo nutricional de vacas leiteiras.

A importância da Vacinação do rebanho leiteiro e a...

O crescimento da produtividade das fazendas leitei...

Como prevenir e tratar afecções podais em bovinos

Sustentabilidade no agronegócio Brasileiro

Nutrição para gado de leite

Melhora da taxa de prenhez com monitoramento do ga...

O que é a Mastite Subclínica e como ela impacta na...

Sustentabilidade no agronegócio Brasileiro

Protagonismo do agronegócio

A importância econômica do gado de leite

Fiagro trará recursos para o pequeno e médio inves...

Como investir no agronegócio sem ser dono de fazen...

Agronegócio bate recorde de exportações em 2021.

Nitrogênio Ureico do Leite (NUL): Como essa ferram...

O Agro 4.0 na prática: o campo na era da transform...

Após 2 décadas, Brasil faz exportação experimental...

O Brasil faz o 1º embarque de café carbono neutro

Raça Jersey sua história desde a origem

Girolando a história da raça que mudou a produção ...

Brasil apresentou agronegócio tecnológico e limpo

A retomada dos financiamentos - Em quatro meses, c...

Qual o caminho para o lucro na pecuária, nos próxi...

Plano Safra: como se preparar para alterações no c...

Governo prepara programa de expansão da bacia leit...

Fundos voltados ao agronegócio

Energia solar e o agronegócio

Governo publica MP que facilita a compra de milho ...

Suplemento mineral para bovinos de leite

Seguro rural e a revolução da gestão de risco no c...

Fundos, ações, recebíveis: como investir no agrone...

Imposto sobre Propriedade Rural: veja perguntas e ...

Aplicativo Girolando é lançado durante encontro vi...

Gir Leiteiro - Você conhece as raças mais indicada...

Gado Holandês - Conheça as Raças de Leite do Brasi...

Febre aftosa: Prazo para declarar a vacinação de b...

O que é coronavírus? (COVID-19)

GOLPISTAS USAM SITES DE LEILÃO DE CARROS

RECORD NA MODALIDADE EM LEILÕES ON LINE

Banco do Brasil atende ABRALEITE Abraleite

Fazenda Casa de Leite anuncia que alçará novos voo...

Fazenda de Descalvado recebe prêmio na Espanha por...

***SUCESSO*** LEILÃO MENGE GADO HOLANDÊS

Equipe Embral | Dream Team do Leite

Equipe Embral | Dream Team do Leite

Equipe Embral | Dream Team do Leite

Maior leilão de gado holandês PO já realizado no B...

***SUCESSO*** LEILÃO SITIO CÓRREGO DA PRATA

***SUCESSO*** LEILÃO FENASUL

***SUCESSO*** LEILÃO FAZENDA LAJE

***SUCESSO*** LEILÃO FAZENDA CACHOEIRA | WAGYU JEN

***SUCESSO*** LEILÃO FAZENDA TUCANO

***SUCESSO*** LEILÃO MARAVILHAS DO CERRADO

***SUCESSO*** LEILÃO TRADIÇÃO

****SUCESSO AGROPECUÁRIA BARÃO****

****SUCESSO FAZENDA BARREIRO BRANCO****

Sucesso Leilão OnLine Sitio Meu Ranchinho

***SUCESSO*** LEILÃO FAZENDA AGRINDUS

***SUCESSO*** LEILÃO TERRA DO JERSEY

***SUCESSO*** LEILÃO FAZENDA Santa Tereza

Gir e Girolando Bey | Fazenda Lapa Vermelha | Suce...

Grupo FIORE | Grande Sucesso !!

2 Leilões com 100% vendas | Liquidez Total

Seu rebanho está registrado?

***SUCESSO*** LEILÃO SRC FARMS

Dia Internacional da Mulher

BAIXE O APP DA EMBRAL | NOVO APP

Homenagem ao Saudoso Sr Waldir Junqueira de Andrad...

Reconhecimento | Momento Embral

Reconhecimento | Momento Embral

Reconhecimento | Momento Embral

Leilão Flor da India | Sucesso Absoluto

Leilão Majuar | Sucesos Absoluto

Lider de Mercado

Leilão Virtual | Terra Viva e Embral TV | Sábado 1...

Resultado do 1º Leilão Tradição Indubrasil

Leilão Faz Lajinha com 100% venda

Tradição da Família Junqueira

Gostou da notícia?



close

Atualizamos nossa política de cookies

Utilizamos cookies para que o site possa funcionar, para melhorar a sua navegação, personalizar conteúdo apresentado a Você, bem como para obter informações estatísticas sobre o uso do site.

Saiba mais no Termo de Privacidade.